A inovação em redes de empresas


enacen_-_arte_-_site_-_2016A temática redes de empresas não é assunto novo, mas que atualmente tem ganhado destaque principalmente em alguns segmentos como farmácia, construção civil e supermercados.

O 7° Enacen (Encontro Nacional de Centrais de Negócios) em Porto Alegre, evento em que participamos a convite do SEBRAE abordando o Case Gestão da Marca da Rede De Hotéis e Pousadas da Costa Esmeralda tem como objetivo discutir o assunto redes de empresas.

De forma breve, vamos abordar à seguir a inovação em redes de empresas.

Conceituando rede de empresas

Uma rede é a união entre empresas com propósitos claros e que se relacionam permitindo a estas estabelecerem uma vantagem competitiva em relação às demais fora da rede.

A formação de redes no Brasil

De acordo com consultora SEBRAE, no Brasil a formação de redes de empresas é superior a países como Alemanha e Espanha, porém poucas são consolidadas. Na Alemanha o número de redes é de 320, na Espanha de 350, no Brasil em redes consolidadas o número médio de empresas associadas é de apenas 20 nesse total de 778 redes mapeadas por pesquisas realizadas.

O Crescimento das redes

Segundo consultora do SEBRAE,

As redes precisam atuar de forma que o seu ciclo de vida se perpetue.

Perpetuar  o ciclo de vida das redes sem que haja seu declínio e extinção  somente é possível se as redes conseguirem passar das etapas iniciais onde à priori, o associado busca benefícios em compras e marketing coletivo. Depois disso, é preciso que os aspectos da gestão da inovação e o desenvolvimento de serviços sejam pensados  para que haja o crescimento sustentado das redes e os associados tenham a percepção de valor de estar em rede.

Mas, para este aumento da percepção  do valor,  torna-se necessário mapear as expectativas de todos os stakeholders, mensurar os ganhos obtidos de cada um deles por fazer parte da rede e assim demonstrar isso a eles.

Inovação dos serviços das redes

Quanto às expectativas dos associados, estas podem ser satisfeitas com a criação de novos serviços como por exemplo:

  • A criação de um centro de distribuição com redução de custo ao fracionar pedidos;
  • No caso da hotelaria poderia ser criado uma central de reservas;
  • A criação de uma loja conceito ou hotel conceito para teste de implementação de softwares, treinamentos ou testes de lançamento de produtos-serviços;
  • Uma central de produção, como uma lavanderia coletiva por exemplo;
  • O investimento coletivo em P&D (Pesquisa e desenvolvimento);
  • Um e-commerce ou um motor de reservas, por exemplo;
  • Cursos e treinamentos…

Os modelos de gestão das redes

Além da renovação dos serviços para crescimento das redes, os modelos de gestão profissionalizadas com configuração híbrida são essenciais para a geração de negócios pois torna possível uma série de decisões que beneficiem a todos sem que haja a obrigatoriedade de adesão de todos os associativos. A idéia é beneficiar a todos mas respeitando as características e expectativas de cada empresa.

Os entraves ao crescimento das redes

Um dos entraves para o crescimento das redes está no modelo de gestão participativa que contrapõe a geração de negócios tendo em vista a legitimidade.

Nesse caso, a tomada de decisão que deveria ser feita de forma ágil e segura, se torna morosa e suscetível a interesses pessoais.

O futuro das redes

Apesar dos desafios enfrentados na consolidação das redes, de acordo com especialistas, em alguns segmentos como da construção civil e farmácia, a sobrevivência das empresas a longo prazo dependerá de sua atuação em rede. Corroborando a isso, Casarotto Filho afirma “para as pequenas empresas a formação de redes é algo tão inevitável quanto foi a globalização a décadas atrás”.

Quanto ao futuro das redes, o crescimento é inevitável, mas deve ser sustentado a logo prazo e isso só é possível com maior representatividade, profissionalização nos modelos de gestão para geração de negócios, agilidade e segurança na tomada de decisão e uma visão estratégica de futuro.

 

 

 

Consultora e Designer estratégico na Features Design. Foi professora de Marketing e Mídias sociais nos Cursos de Publicidade e Propaganda e Produção Multimídia no IFSC. Apaixonada por café, design e tudo que se relaciona a estratégia empresarial.

Comments

comments

Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *